A convivência prematura com o hábito de ler leva ao aguçamento, á curiosidade sobre as coisas. Assim como Tales o homem do nosso tempo, e de qualquer tempo, se torna escravo da indagação, e, por todo tempo será assim, nunca, é um termo que jamais se esvairá, dada a natureza humana em curiar tudo e todos. Assim, nesse pensar iniciamos nosso caminhar nas estradas das Pesquisas. Aos 16 anos de idade em um pequeno concurso para ganhar um rádio de pilha, fizemos o primeiro trabalho, investigando o nascer de uma ponte que ligava o centro da cidade onde moramos, São Luis a um bairro, hoje um dos maiores: São Francisco. A pesquisa em torno da ponte, a principio chamada Ponte de São Francisco despertou o sabor da pesquisa. Fizemos em seguida um trabalho de pesquisa histórica sobre o bairro do João Paulo, o mais populoso da época com grande expressão comercial e com “O Prado”, assim era seu primeiro nome, participaríamos e ganharíamos o concurso de” Causos “ do Projeto Mirante na sua única versão.

Tivemos em seguida, por solicitação do Deputado José Ribamar Elouf, para  proceder trabalho de pesquisas para a historia de Timon, município que faz fronteira com a Capital do Piauí. Iniciando paralelamente a coleta de dados e pesquisa sobre o município de Codó, pedido do Dr. José Anselmo dos Reis Freitas, então Prefeito da cidade.  Esses dois trabalhos, ainda não concluídos, serão,oportunamente alocados neste espaço.

Mais recentemente ao exercer  mandato de Vereador em São Luis, disponibilizou para a sociedade: “ AS LEIS DE SÃO LUIS “, o Ementário da Capital do Maranhão, talvez o primeiro Ementário  de  uma capital brasileira.

O Prado

“Codó”: Subsídios para a história 

001

Primeiro Ementário de Leis de uma capital brasileira

Links:

Biblioteca Nacional

IBGE

Biblioteca Central – UFMA – São Luís

MUSEUS - Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM

Era Virtual Museus - Visitas Virtuais